Trecho de matéria da Revista Carta Capital Nº 978, de 15 de novembro de 2017, sobre a reforma trabalhista

11.12.2017

Senador Paulo Paim (PT/RS)
paulopaim@senador.leg.br

Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Senadores.

Quero registrar aqui um trecho de matéria da Revista Carta Capital, Nº 978, de 15 de novembro de 2017, sobre a reforma trabalhista.

Abre aspas.... “Temer despachou a reforma trabalhista ao Congresso em dezembro de 2016, a mexer em sete artigos da CLT, ...

... mas foi da parceria entre Gandra filho e Gilmar Mendes que saiu o grosso da nova lei. Uma obra financiada em parte pela Friboi-JBS, um dos campeões de processos trabalhistas. 

Em 30 de junho de 2016, o IDP, escola do ministro-empresário Mendes, criou um grupo de pesquisa... 

abre aspas “buscando encontrar soluções para problemas que ora são mais cruciais na seara laboral, passíveis de embasar projetos de lei ou ser sucedâneo para decisões judiciais” fecha aspas. 

Prossegue a matéria da Carta Capital.... 

...“Os estudos foram coordenados pelo presidente do TST. Por um acordo de maio de 2015, o IDP recebeu 2,1 milhões de reais da Friboi e parte da bolada custeou o grupo, conforme a Folha... 

O primeiro produto dos estudos foi um caderno de 30 de março com uma penca de propostas. 

Em 12 de abril, o deputado Rogério Marinho, tucano potiguar que deu a feição final à nova lei, divulgava seu parecer. Mexia em 117 artigos da CLT”... fecha aspas. 

Era o que tinha a dizer,
Sala das sessões, 11 de dezembro de 2017.
Senador Paulo Paim. 

Compartilhe nas redes sociais: