Reforma da Previdência: Carta aos Parlamentares. Auditoria Cidadã da Dívida

12.08.2019

Senador Paulo Paim (PT/RS)
paulopaim@senador.leg.br

Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Senadores.

Reitero o que venho dizendo há muito tempo.  A classe média, os trabalhadores e os pobres vão pagar a conta da reforma da Previdência. 

O Senado não pode se omitir e colocar a cabeça no buraco como faz o avestruz na hora da tempestade. 

Esta Casa tem a obrigação de modificar o texto que veio da Câmara, resguardando direitos e avanços sociais que foram retirados.

A aposentadoria será coisa do passado no Brasil. Todos ganharão 1 salário mínimo. Essa é a realidade. 

Não tenho problema algum em afirmar que se ele não fizer isso, perde a razão da existência. 

Senhor Presidente,

Em Carta aos Parlamentares, a Auditoria Cidadã da Dívida, alerta sobre os imensos riscos da PEC 6/2019 para as pessoas, ...

... que deixarão de receber R$ 1 trilhão em aposentadorias, pensões e outros benefícios da Seguridade Social, ...

... e para a economia do país, devido ao aprofundamento da recessão face à retirada desses R$ 1 trilhão de circulação do mercado, 

... e para as finanças públicas, que perderá a arrecadação de tributos correspondente a esse R$ 1 trilhão que será subtraído por essa contrarreforma.

O problema das contas públicas não está na Seguridade Social, pelo contrário, ...

... ela tem sido uma solução para minorar os graves problemas da desigualdade social existente em nosso país.

Ainda, conforme a Auditoria Cidadã da Dívida, o problema da economia brasileira está no elevadíssimo custo da política monetária do Banco Central, ...

... responsável pelo déficit nominal histórico e pela fabricação da crise financeira que se agravou a partir de 2015, ...

... com possibilidade de se agravar ainda mais caso venham ser aprovados os projetos PL 9.248/2017 e PLP 112/2019 em tramitação na Câmara dos Deputados.

A Auditoria reitera os imensos riscos embutidos no texto da PEC 6/2019, e pede que o Senado reflita e debata exaustivamente o assunto. 

Há enormes riscos econômicos e jurídicos, para as pessoas e para a economia e finanças públicas.  

Era o que tinha a dizer,
Sala das Sessões, 12 de agosto de 2019.
Senador Paulo Paim.  

Compartilhe nas redes sociais: