Paim pede a Temer que retire reformas do Congresso e negocie com a sociedade Notícia postada em 17.04.2017

O senador Paulo Paim (PT-RS) pediu que o presidente da República, Michel Temer, solicite a retirada da pauta do Congresso Nacional das propostas de mudanças na Previdência Social e nas leis trabalhistas, e inicie um amplo debate sobre os temas com a sociedade. Paim disse que, se Temer achar que isso não é possível, deve renunciar ao mandato.

O que não dá, acrescentou o senador, é o governo continuar apoiando reformas prejudiciais aos trabalhadores e favoráveis aos interesses do mercado financeiro.

Paulo Paim ilustrou o que ele considera repulsa às reformas, ao levar ao Plenário documento com a assinatura de mais de dez mil brasileiros que se manifestaram contrariamente às mudanças na seguridade social e nas leis trabalhistas.

O senador aproveitou para cobrar dos partidos a indicação de seus representantes que comporão a CPI que vai apurar a situação das contas do sistema previdenciário.

- É para investigar tudo. Vamos ver se tem déficit ou se não tem; quem roubou, quem não roubou; quem foi para a linha da fraude; quem embolsou os cem bilhões de reais descontados do trabalhador e não repassados para a Previdência; onde estão os 500 bilhões de reais de dívida ativa, conforme os procuradores da fazenda, que é só executar e recuperar 94 por cento - disse o senador.

Paulo Paim disse que a sociedade não aceitará pagar a conta, com mudanças nas regras da Previdência num momento em que autoridades públicas e grandes empresários podem estar envolvidos em irregularidades, de acordo com apurações e delações obtidas no âmbito da operação Lava Jato.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe nas redes sociais: