CPI da Previdência vai revelar que não existe déficit, mas grandes devedores Notícia postada em 20.04.2017
Agora é a hora da verdade. Vamos ver quem são os grandes devedores da Previdência. Mostraremos que não existe déficit, disse o senador Paulo Paim

Restando apenas a indicação de um membro do Bloco Moderador (PTC, PR, PSC, PTB, PRB) a Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência (CPIPrev) deverá ser instalada na próxima semana.
O objetivo da CPI é identificar a origem do chamado déficit da previdência, usado pelo governo Temer para justificar a proposta de reforma da previdência que atualmente encontra-se em debate na Câmara dos Deputados (PEC 287/2016).

O senador Paulo Paim (PT-RS) é autor do requerimento de instalação da CPI – que conseguiu 61 assinaturas de colegas –  e será membro titular do colegiado. De acordo com o parlamentar, a instalação da CPI dará a oportunidade de o País saber como, de fato, encontra-se o caixa da Previdência Social.
“Agora é a hora da verdade. Vamos ver quem são os grandes devedores da Previdência. Mostraremos que não existe déficit”, disse.
O que existe, para Paim, é uma intervenção “desumana” de grandes empresas que descontam do salário dos trabalhadores, aposentados e pensionistas recursos que jamais chegam aos cofres da Previdência.
“Querem entregar nossa Previdência para o sistema financeiro e nós não podemos deixar. Vamos mostrar quem está roubando dinheiro da Previdência. Quem são os 500 maiores devedores, quem sonega e onde está a fraude”, afirmou.

Segundo o senador José Pimentel (PT-CE) – ex-ministro da Previdência -, suplente na CPI, a comissão tem papel fundamental, no momento em que o governo Temer usa o argumento do déficit nas contas para promover uma reforma que prejudica todos os trabalhadores brasileiros, especialmente os mais pobres.
“Nós precisamos saber como o governo golpista do presidente Temer deu um rombo de R$ 46 bilhões na previdência urbana que agora querem debitar na conta dos trabalhadores”, afirmou.
Integrantes

A CPI terá como membros titulares os senadores Paulo Paim (PT-RS), Hélio José (PMDB-DF), Rose de Freitas (PMDB-ES), Ataídes Oliveira (PSDB-TO), Lasier Martins (PSD-RS) e João Capiberibe (PSB-AP).
Foram indicados como suplentes os senadores José Pimentel (PT-CE), José Medeiros (PSD-MT) e Antônio Carlos Valadares (PSB-SE). A indicação dos outros membros suplentes, além dos representantes do Bloco Moderados, deve ocorrer nos próximos dias.

Rafael Noronha 20 de abril de 2017 12:05

Fonte: PTnoSenado

Compartilhe nas redes sociais: