Coluna Edgar Lisboa - Repórter Brasília Notícia postada em 23.04.2019


Projetos da indústria

A semana no Congresso Nacional prevê, além da retomada do debate da Reforma da Previdência, cinco outros projetos prioritários do setor industrial que estão em análise e vão merecer uma atenção especial dos parlamentares, que objetiva melhorar o ambiente de negócios e ajudar o setor a crescer.

Pauta mínima

Ao todo, a robusta Agenda Legislativa da Indústria 2019 reúne 123 propostas de seu interesse a tramitar na Câmara e no Senado. Entre elas, catorze integram uma "pauta mínima", conjunto de temas urgentes, na visão da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na avaliação dos senadores, nem todos os projetos são considerados prioritários, e podem seguir um longo e tortuoso caminho antes de ir para votação em Plenário.

Não esquecer o social

O senador gaúcho Paulo Paim (PT) disse que o que ele sabe é que solicitaram para os senadores e deputados o que entendiam ser mais importante para colocar em pauta. "É claro que a CNI e o poder econômico têm muito mais força que os projetos sociais, isso é inegável. O mercado manda muito mais, mas agora nessa pauta toda eu quero ver o que é que nós vamos colocar de social, que é o mais importante", ressalta o parlamentar.

Crescimento do setor industrial

A CNI reavaliou as estimativas de crescimento da indústria para este ano. A previsão inicial era de que o setor fecharia o ano com crescimento de 3%, mas a CNI aponta uma queda no ritmo, que deve garantir uma expansão de apenas 1,1%. Também recuou em 2,6 pontos o Índice de Confiança do Empresário Industrial, chegando a 61,9 pontos em março. Os empresários defendem, entre outros, o projeto que aumenta a liberdade para as empresas escolherem de quem comprar a energia elétrica. O projeto é apontado como um caminho para aumentar a competição no mercado de energia.

Frente da uva e do vinho

A Frente Parlamentar em defesa da uva e do vinho será lançada hoje em Brasília. O evento marca a retomada dos trabalhos pelo setor vitivinícola, e é coordenado pelo deputado federal gaúcho Afonso Hamm (PP). O objetivo, segundo o congressista, "é fortalecer a cadeia produtiva da uva, do vinho, espumantes, sucos e derivados, buscando alternativas para melhorar a competitividade dos produtos vinícolas brasileiros nos mercados interno e externo". 

Jornal do Comércio

(https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/colunas/reporter_brasilia/2019/04/680788-projetos-da-industria.html)

Compartilhe nas redes sociais: