Não há motivos para comemorar o Dia Internacional do Idoso, diz Paim Notícia postada em 01.10.2019


O senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou, em pronunciamento no Plenário, o Dia Internacional do Idoso, comemorado nesta terça-feira (1º).  Responsável pela criação do Estatuto do Idoso, o parlamentar ressaltou "a ironia" de a data ser comemorada no mesmo dia em que pode ser aprovada a reforma da Previdência (PEC 06/2019). Para ele, não há motivo para festejar.

— Nós deveríamos estar festejando aqui o Dia Internacional do Idoso, mas hoje nós vamos aprovar aqui uma proposta que só traz prejuízo para os idosos, trabalhadores. Ela consegue prejudicar o passado, o presente e o futuro. Inclusive o passado, porque você não vai poder usar aquele tempo especial se você, num segundo momento, passar para a aposentadoria normal — disse Paulo Piam.

Paulo Paim acredita que a reforma será um caos para metade da população brasileira. Segundo ele, a PEC retira diretos dos trabalhadores garantidos na Constituição.

— Eu estava lá, eu fui um constituinte. Ela faz o contrário, o inverso: afasta a nossa gente do direito de ter um mínimo de dignidade — lamentou o parlamentar.

Fonte: Agência Senado
Compartilhe nas redes sociais: