Paim destaca Sínodo dos Bispos que discute floresta amazônica no Vaticano Notícia postada em 07.10.2019


O senador Paulo Paim (PT-RS) registrou nesta segunda-feira (7) em Plenário um encontro de bispos católicos que discute até o dia 27 de outubro aspectos sociais e ambientais da Floresta Amazônica. O Sínodo dos Bispos foi criado em 1965 pelo Paulo VI com objetivo de discutir temas não apenas religiosos, mas importantes para a sociedade.

O senador ressaltou que a Igreja Católica está presente nos nove países que compreendem Amazônica: Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Guiana Francesa e Suriname. Além de bispos e padres, participam do evento no Vaticano estudiosos e pessoas ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU). Paim citou declaração do cardeal brasileiro dom Claudio Hummes, relator-geral do sínodo, para quem a Igreja tem função de denunciar problemas.

— As palavras são de dom Cláudio Hummes. "Quando as outras partes envolvidas nos temas amazônicos não estiveram abertas ao diálogo (governos e empresas internacionais, por exemplo), é função da Igreja denunciar os problemas e apontar novos caminhos". Pela importância do tema, que é o meio ambiente, deixamos aqui esse registro, para que todos pensem em como caminhar junto em defesa do Planeta — disse Paim.

Fonte: Agência Senado
Compartilhe nas redes sociais: