Pesquisar no site
19 50

Nascimento

Filho da dona de casa Itália Ventura da Silva Paim e do metalúrgico Ignácio Alves Paim, Paulo Renato Paim nasce em 15 de março, em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

19 64

Estudante

Participa dos movimentos estudantis por democracia e liberdade. Assume a presidência do Grêmio do Ginásio Noturno Alberto Pasqualini, em Caxias do Sul.

19 65

Profissionalização

Faz curso técnico no Senai e torna-se matrizeiro e ferramenteiro. Ingressa na metalúrgica Getal. Trabalha na Dalsoquio Meneguti e Abramo Eberle.

19 70

Leitura

Recebe de presente o livro Germinal de Émile Zola que trata da greve dos carvoeiros do norte da França, provocada pela redução dos salários.

19 78

Capital

Passa a residir em Porto Alegre e depois em Gravataí. Trabalha em algumas empresas, entre elas a Fogões Wallig.

19 79

1979 - CIPA

Muda-se para a cidade de Canoas indo trabalhar na metalúrgica Forjasul. É eleito presidente da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

19 81

Líder

Eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e reeleito no ano seguinte. Com sua oratória aguerrida fortalece a luta dos trabalhadores gaúchos.

19 83

CUT

Lidera uma caminhada de Canoas até Porto Alegre (30 km) contra a ditadura e por políticas de emprego e renda. Segundo os jornais mais de 20 mil pessoas participam. É um dos fundadores da Central Única dos Trabalhadores (CUT), na qual é eleito Primeiro-Secretário.

19 85

PT

Filia-se ao Partido dos Trabalhadores (PT), por identificar-se com as lutas sociais, sindicais e camponesas da legenda.

19 86

Constituinte

É eleito deputado federal para a Assembleia Nacional Constituinte.

19 87

Atuação

1987/88 - Tem reconhecimento público na construção da Constituição Cidadã, em especial nos capítulos da Ordem Social.

19 89

Mandela

Integra uma comissão de parlamentares que viaja até a África do Sul para ver a realidade do Apartheid e pedir a libertação de Nelson Mandela.

19 90

Paradigmas

1990/1994/1998 Deputado federal por três vezes, sendo o mais votado da Região Sul do país. Destaca-se nas lutas dos trabalhadores, aposentados e pensionistas, idosos, pessoas com deficiência, negros, mulheres, jovens, discriminados, oprimidos. Quebra paradigmas e valoriza esses segmentos da sociedade, trazendo-os para dentro do Congresso Nacional.

19 91

Salário Mínimo

1991 - Salário Mínimo Indignado com o baixo valor do salário mínimo, insuficiente para a compra de uma cesta básica, decide fazer um protesto: fica em greve de fome por mais de 72 horas no Plenário da Câmara dos Deputados para pressionar o governo a fazer o reajuste.

19 93

URV

A Comissão do Trabalho aprova projeto de sua autoria que garante aos salários dos trabalhadores e aposentados o mesmo tratamento da Unidade Real de Valor (URV).

19 95

Frente

Cria e coordena ao lado de outros deputados a Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Social e a Frente Parlamentar em Defesa do Salário Mínimo.

19 97

Mesa

Exerce o cargo de Terceiro-Secretário da Mesa da Câmara dos Deputados, realizando seminários, reuniões, audiências sobre diversos assuntos de interesse de desenvolvimento do Brasil, dos trabalhadores, aposentados, mulheres, negros, oprimidos.

20 02

Senador

Eleito senador da República com 2.102.904 de votos. O historiador Décio Freitas - biógrafo de Zumbi dos Palmares, em sua homenagem escreve o artigo “Zumbi no Senado”.

20 03

Vice-presidência e Estatuto do Idoso

Eleito vice-presidente do Senado Federal. É sancionado o Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741), de sua autoria, que beneficia mais 30 milhões de brasileiros. A Lei é resultado da mobilização de toda a sociedade.

20 07

Salário-Mínimo

O governo estabelece uma política permanente para o salário-mínimo baseado em projeto de sua autoria: inflação do período mais a variação do PIB de dois anos anteriores. É eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa para o biênio 2007/2008.

20 10

Estatuto da Igualdade Racial e reeleição

Em julho, é sancionado pela Presidência da República o Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288), de sua autoria. Benefício para mais de 50% da população brasileira. Permanece no Senado com 3.895.822 de votos.

20 11

Direitos Humanos

Eleito novamente presidente da Comissão de Direitos Humanos. Entre 2011 e 2012, a comissão realiza 152 audiências públicas e analisa 530 proposições. Entre os temas, destacam-se acessibilidade e mobilidade, transporte público, adoção, Código Penal, exploração sexual, fator previdenciário, idosos, terceirização de mão de obra, ponto eletrônico, povos ciganos, povos indígenas, autismo.

20 13

Juventude

Paim é um dos relatores do Estatuto da Juventude, lei que consolida e amplia significativamente os direitos dos brasileiros e das brasileiras de 15 a 29 anos.

20 14

Reconhecimento

É considerado o segundo senador mais atuante do país e recebe o Prêmio Congresso em Foco. Conforme o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) é um dos “Cabeças do Congresso” e o único parlamentar a figurar em todas as edições e com nota 10.

20 15

Estatuto da Pessoa com Deficiência

Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa pela terceira vez. O Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015), de sua autoria, é sancionado pela Presidência da República, beneficiando mais de 45 milhões de brasileiros, segundo o IBGE. Percorre os 26 estados e o Distrito Federal debatendo o famigerado projeto da terceirização (PL 30/2015).

20 16

Futuro

Apresenta a proposta de emenda à Constituição (PEC 15/2016) que propõe a formação de uma Assembleia Revisional com o objetivo de reformular o sistema político, eleitoral e partidário. É um dos signatários da PEC 20/2016 que propõe eleição para presidente e vice da República em outubro junto com as eleições municipais. O ranking do site Atlas Político, idealizado por dois doutores de Harvard, aponta Paulo Paim como o melhor senador do país.